Dor no peito: o que fazer?

O que é Cateterismo, Angioplastia e Stent? Qual a importância disso tudo?
4 de Maio de 2018
Parada cardíaca: o que fazer?
4 de Maio de 2018

Parada cardíaca: o que fazer?

Por: Dra. Bruna Henares


Há muitas causas que podem ocasionar dor no peito como infarto do miocárdio (músculo do coração), embolia pulmonar, dissecção de aorta, esofagite e até mesmo estresse.

Uma das causas mais graves é o infarto do miocárdio que é a obstrução da artéria do coração (coronária) por um trombo impedindo o fluxo do sangue para o resto do coração. A principal causa disso é a aterosclerose (placa de gordura nas artérias).


Sinais de alerta: dor no peito forte que pode começar após algum esforço e irradiar para os braços, costas, mandíbula, pescoço.

Esta dor pode estar associada a suor frio, desmaio, náusea, tontura, palidez, falta de ar ou até sintomas de indigestão.

Se você tiver fatores de risco como pressão alta, diabetes, colesterol alto, tabagismo, histórico de infarto ou casos na família de infarto do miocárdio (mãe com menos de 65 anos ou pai com menos de 55 anos), as chances de ter um infarto do coração aumentam.

Não fique esperando o sintoma passar sozinho. Tempo é músculo! Você tem que agir rápido! Há risco de morte súbita.

1) Ligue ou solicite alguém para ligar imediatamente para serviço de emergência de sua cidade ou 192, e também peça um desfibrilador externo automático (DEA);

2) Mastigar 02 comprimidos de 100 mg de aspirina (AAS), se não tiver alergia;

3) Se a pessoa ficar inconsciente e não responder aos chamados, inicie as manobras de ressuscitação cardiopulmonar conforme tópico anterior até a chegada do desfibrilador e serviço médico avançado.